Quando Saber Que Devo Fazer a Miniabdominoplastia? 

É comum haver uma confusão entre miniabdominoplastia com abdominoplastia, como se a primeira fosse uma versão menor da segunda. Sendo assim, como saber se a primeira é realmente a necessária?

Bom. Esse artigo veio para tratar com profundidade a cirurgia de miniabdominoplastia, então o foco será dado totalmente a esse assunto, deixando a abdominoplastia mais de lado, mas não totalmente.

O que será visto são informações como: o que é a miniabdominoplastia, em que casos ela deve ser feita, em quais condições, se ela pode vir acompanhada de algum outro tratamento e se ela também corrige o umbigo.Quando Saber Que Devo Fazer a Miniabdominoplastia? 

O Que é a Miniabdominoplastia e em Que Casos Ela Deve Ser Feita?

A miniabdominoplastia é um tipo de cirurgia menor, mas menor não comparada à abdominoplastia. Trata-se de uma cirurgia apropriada para flacidez pequena, ou flacidez leve, como se queira dizer, para retirar o excesso de pele.

Esse tipo de cirurgia é feita apenas na flacidez que fica localizada na região abaixo do umbigo e é aplicada em situações como:

  • Pacientes que se mantiveram no peso ideal ou poucos quilos acima quando estavam na gestação;
  • O paciente está com o peso ideal à anatomia dela ou próximo disso;
  • Para quem não está apto a passar pela cirurgia de abdominoplastia, justamente por falta de flacidez acima do umbigo;
  • Quando os músculos reto abdominais não estão muito afastados;
  • Quando o paciente tiver a indicação para fazer.

No caso de haver flacidez acima do umbigo, aí se aplica a abdominoplastia. Nesse caso a incisão vai ser mais longa e servirá apenas para quem apresenta já um quadro ligeiro de obesidade.

Em Quais Condições a cirurgia de abdomen posso fazer?

Somente quando o paciente apresenta quadros de saúde em boas condições. Problemas como pressão alta e diabetes devem estar controlados.  Estar com o psicológico em ordem também é essencial.

Outras situações também impedem que a miniabdominoplastia seja realizada, como:

  • Exagero no peso;
  • Problemas cardiovasculares;
  • Problemas pulmonares;
  • Problemas de metabolismo;
  • Problemas psíquicos;
  • Falsas expectativas quanto à cirurgia;
  • Uso de tabaco;
  • Engravidar pouco tempo após a cirurgia;
  • Envelhecimento;
  • Perda de peso muito significativa.

Vale ressaltar que não é possível aproveitar essa técnica com a finalidade de perder peso, nem para tratamento contra a obesidade.

A Miniabdominoplastia Pode Ser Acompanhada De Algum Outro Tratamento?

Sim. Esse tipo de cirurgia plástica pode ser feito com a lipoaspiração, nesse caso também conhecida como minilipoabdominoplastia.

Mas nem sempre. Às vezes a lipoaspiração é inviável ao tratamento e é ineficaz, até trazendo mais riscos à cirurgia, se o paciente apresentar um peso muito acima do ideal.

No caso de a linha da cintura apresentar acúmulo de gordura, a lipo não é um risco. Até ajuda o corpo a ter uma forma melhor.

É Possível Fazer A Correção Do Umbigo Por Meio Da Miniabdominoplastia?

Essa cirurgia por si só, não, pois ela tem apenas o objetivo de retirar a pele que somente está abaixo do umbigo, e não ao redor ou acima. Nesse caso, a onfaloplastia é a solução.

Mas o paciente que tiver excesso de pele abaixo do umbigo também quiser aproveitar para realizar a correção do umbigo, ele pode fazer os dois procedimentos. Basta conversar com o médico, para que este dê ou não o aval.

Embora todas essas situações acima deem detalhes sobre quando pode ou não pode ser feita essa cirurgia plástica, nada substitui uma avaliação do cirurgião. Ele é o mais indicado para esclarecer essas e mais outras dúvidas que sempre surgem.

Sendo assim, agendar uma consulta com o Dr. Rummennig Albuquerque é um bom primeiro passo para se ter certeza qual tratamento deve ser feito.

Sobre Fice

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *